STF retoma nesta quinta julgamento que pode anular condenação de Lula

O STF adiou para esta quinta-feira (26) a continuidade do julgamento que pode anular condenações da Lava-Jato. Segundo a Corte, as alegações finais devem ser feitas por réus delatores e não delatores em uma ação penal. O julgamento pode anular a condenação do ex-presidente Lula no processo do sítio de Atibaia

(Foto: STF | Felipe L. Gonçalves/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Supremo Tribunal Federal (STF) adiou para esta quinta-feira (26) a continuidade do julgamento que pode anular condenações da Lava-Jato. O ministro Edson Fachin reforçou nesta quarta-feira (25) que réus delatores e delatados devem se manifestar em prazo conjunto, ao contrário do entendimento da Segunda Turma da Corte. O julgamento pode anular a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo do sítio em Atibaia (SP).

Segundo a Corte, as alegações finais devem ser feitas por réus delatores e não delatores em uma ação penal. Por causa deste entendimento, ministros do STF anularam no mês passado a condenação do ex-presidente da Petrobras Aldemir Bendine. 

A decisão pode nortear outras decisões. Vale ressaltar que juízes e ministros não são obrigados a seguir o mesmo entendimento em outros casos. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email