CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

STF suspende quebra de sigilo da família Youssef

Determinada pela CPI da Petobras, a quebra de sigilos da esposa e das duas filhas do doleiro Alberto Youssef foi suspensa pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello; o pedido foi aprovado na CPI em uma articulação de aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, como forma de pressionar o doleiro, que citou o peemedebista em depoimento

Imagem Thumbnail
Determinada pela CPI da Petobras, a quebra de sigilos da esposa e das duas filhas do doleiro Alberto Youssef foi suspensa pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello; o pedido foi aprovado na CPI em uma articulação de aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, como forma de pressionar o doleiro, que citou o peemedebista em depoimento (Foto: Gisele Federicce)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, concedeu uma liminar que suspende a quebra dos sigilos da esposa e das duas filhas do doleiro Alberto Youssef, principal delator na Operação Lava Jato.

O pedido de quebra de sigilos da família de Youssef foi aprovado na CPI da Petrobras em uma articulação dos aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a fim de pressionar o doleiro, que citou o peemedebista em seus depoimentos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Na avaliação de Marco Aurélio, não havia fundamentação para o pedido, uma vez que não há indícios, ao menos até o momento, de que a família de Youssef esteja envolvida no esquema de corrupção na Petrobras.

De acordo com Youssef, Eduardo Cunha era um dos beneficiários do esquema de propina e chegou a apresentar requerimento de investigação na Câmara, por meio de aliados, a fim de fazer chantagem para retomar os pagamentos de propina.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO