Stoppa: o castigo a golpistas como Cristovam veio a cavalo

Em novo vídeo para o 247, o comentarista Leonardo Stoppa afirma que "os políticos que trabalharam pelo fim da democracia brasileira estão pagando um preço muito alto"; nesta terça-feira 18, o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) foi alvo de um escracho na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde foi chamado de "golpista" e "traidor da educação", e precisou cancelar o lançamento de um livro; Stoppa lembra que Cristovam, que foi reitor de universidade, chegou ao Senado "por causa dos estudantes", mas depois "teve o descaramento de se unir a um grupo político que é contra o estudo público no Brasil"

Em novo vídeo para o 247, o comentarista Leonardo Stoppa afirma que "os políticos que trabalharam pelo fim da democracia brasileira estão pagando um preço muito alto"; nesta terça-feira 18, o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) foi alvo de um escracho na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde foi chamado de "golpista" e "traidor da educação", e precisou cancelar o lançamento de um livro; Stoppa lembra que Cristovam, que foi reitor de universidade, chegou ao Senado "por causa dos estudantes", mas depois "teve o descaramento de se unir a um grupo político que é contra o estudo público no Brasil"
Em novo vídeo para o 247, o comentarista Leonardo Stoppa afirma que "os políticos que trabalharam pelo fim da democracia brasileira estão pagando um preço muito alto"; nesta terça-feira 18, o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) foi alvo de um escracho na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde foi chamado de "golpista" e "traidor da educação", e precisou cancelar o lançamento de um livro; Stoppa lembra que Cristovam, que foi reitor de universidade, chegou ao Senado "por causa dos estudantes", mas depois "teve o descaramento de se unir a um grupo político que é contra o estudo público no Brasil" (Foto: Gisele Federicce)

247 - O colunista do 247 Leonardo Stoppa lançou um novo vídeo em que comenta o escracho feito ao senador Cristovam Buarque (PPS-DF) em Belo Horizonte nesta terça-feira 18.

Stoppa destaca que "os políticos que trabalharam pelo fim da democracia brasileira estão pagando um preço muito alto". Ele lembra também do caso da deputada Maria Victoria (PP-PR), que recebeu ovos em sua festa de casamento em Curitiba, mas avalia que "nenhum caso foi tão marcante como o de Cristovam".

O senador foi alvo de um escracho na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde foi chamado de "golpista" e "traidor da educação", e precisou cancelar o lançamento de um livro.

Cristovam, que foi reitor de universidade, chegou ao Senado "por causa dos estudantes", lembra Stoppa, e depois "teve o descaramento de se unir a um grupo político que é contra o estudo público no Brasil".

"Esses políticos tinham certeza que a punição para eles só viriam depois da morte, lá num espaço, digamos que sobrenatural. Mas não. Desta vez, o castigo veio a cavalo", acrescenta Stoppa.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247