Stoppa: teremos o voto da revolta no Brasil

O apresentador Leonardo Stoppa considera urgente desconstruir a narrativa que o vice-candidato a presidente Fernando Haddad é "um impostor que pretende trair Lula", defendendo que a esquerda não pode cair no discurso da direita; "Quando estiver claro que Haddad representa o projeto de Lula, podemos chegar a 90% da transferência de votos, dai teremos o voto de revolta no Brasil", argumenta; assista a íntegra do programa

Stoppa: teremos o voto da revolta no Brasil
Stoppa: teremos o voto da revolta no Brasil

TV 247 - O programa Léo ao Quadrado desta segunda-feira (27) destacou o crescimento de Lula nas pesquisas, em contraponto com a queda dos candidatos do consórcio golpista, tendo Alckmin com apenas 4% das intenções de voto. Na opinião do apresentador Leonardo Stoppa, as eleições de 2018 serão marcadas "pelo o voto da revolta no Brasil". 

A pesquisa DataFolha aponta que, em todos os Estados do Nordeste, Lula já atinge 50% das intenções de voto.

Stoppa acredita que a tática de vincular a imagem do vice candidato Fernando Hadadd a Lula é fundamental para o sucesso da esquerda nas eleições. "É necessário desconstruir o discurso da direita que afeta alguns militantes da esquerda, muitos acreditam que Haddad está traindo Lula para chegar à presidência", esclarece.

Ele segue sua analise dizendo que, a partir desta desconstrução de narrativa, Lula poderá transferir para Haddad até 90% dos seus votos. "A saída é convencer os eleitores de que Haddad representa o mesmo projeto de Lula. Dessa forma, teremos um voto de revolta no Brasil", defende. 

Inscreva-se na TV 247 a íntegra do programa Léo ao Quadrado

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247