CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Sul: temperatura cai ainda mais

Regio serrana de Santa Catarina recebe neve pelo terceiro dia consecutivo; na Serra Gacha, a sensao foi de -17 graus ontem

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Agência Brasil – A massa de ar frio e seco que está na Região Sul fez a temperatura cair ainda mais hoje (4). O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou -5.3 graus Celsius (°C) em Urubici, na região serrana de Santa Catarina. Segundo o meteorologista Flávio Varone, do Inmet em Porto Alegre, devido ao vento, no município de São José dos Ausentes, os termômetros marcavam hoje às 7h -2°C, com sensação térmica de -15°C.

“A mesma sensação térmica, também por causa de ventos, foi sentida pelos moradores de São José dos Ausentes, na Serra Gaúcha. Os termômetros acusavam -1.1°C, com sensação de -17°C”, relatou o meteorologista à Agência Brasil.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

De acordo com Tarcízio Valentin, do serviço de meteorologia do Paraná (Simepar), às 5h a temperatura em Curitiba era 3,7ºC, contudo a sensação térmica era -1,7ºC. A máxima não passa dos 13ºC no decorrer do dia na capital paranaense. Os termômetros marcam temperaturas abaixo de 5ºC em quase todo o estado.

É o terceiro dia consecutivo em que neva na região serrana de Santa Catarina. “Foi um registro de neve fraca agora pela manhã em São Joaquim”, informou Marcelo Martins, do serviço de meteorologia do governo catarinense (EpagriCiram). Segundo ele, ontem (3) nevou durante todo o dia em Urupema, Urubici, São Joaquim e Bom Jardim da Serra.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

No Rio Grande do Sul, o Inmet registrou neve em Bom Jesus e São Joaquim. Há registro de geadas no oeste, sul e região central do Paraná, no oeste, meio-oeste, planalto norte e sul de Santa Catarina, além do oeste, região de campanha, serra do sudeste, planalto sul e serra nordeste do Rio Grande do Sul.

No Paraná, estado mais atingido pela chuva dos últimos dias, o número de pessoas afetadas aumentou para 150.793, segundo a Defesa Civil. Nos 29 municípios mais atingidos, 2.878 pessoas estão desalojadas e 256 desabrigadas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A chuva causou transtornos também no Porto de Paranaguá, que paralisou os embarques por dois dias. Ontem (3), na entrada do terminal havia uma fila de 15 quilômetros com caminhões carregados de milho e soja. Segundo a assessoria do porto, a situação já foi normalizada e a partir de hoje voltam a ser embarcadas cerca de 100 mil toneladas de grãos por dia no terminal paranaense.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO