Sumido, general Mourão diz que está cuidando 'apenas do seu quadrado'

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, que andava sumido, voltou à cena em entrevista nesta quarta-feira (21) ao jornal O Estado de S.Paulo

(Foto: Romero Cunha/VPR)

247 - O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, que andava sumido, voltou à cena em entrevista nesta quarta-feira (21) ao jornal O Estado de S.Paulo. Informou que Jair Bolsonaro decidiu “tratar pessoalmente” da comunicação. E que ele, Mourão, “está cuidando” do seu “quadrado”.   

Mourão estava sob ataque dos setores mais próximos do ocupante do Palácio do Planalto, que o acusavam de tentar ofuscar Bolsonaro, o que o levou a  deixar de dar entrevistas diárias sobre os diversos assuntos da República.  

Segundo o vice-presidente, Bolsonaro agora está falando com frequência "porque tomou para si a comunicação, assumiu o protagonismo", ressaltando que é "uma estratégia que ele traçou".  

Questionado sobre a forma como Bolsonaro se expressa, usando até palavras chulas e palavrões, o general diz que isto "é da natureza de Bolsonaro", "um cara simples e direto". De acordo com Mourão, "não adianta esperar que ele vá tecer comparações pensando em grandes mestres da filosofia... Ele vai se expressar com a linguagem dele, usando sujeito, verbo e predicado. Podem não ser as melhores palavras, mas é o jeito dele".  

Mourão nega que tenha havido desentendimento entre ele e Bolsonaro.   

Na entrevista, ele justifica a decisão de cortar temporariamente recursos destinados às Forças Armadas, mas assinalando que "isso reduz a operacionalidade das Forças".   

Opina sobre a lei de abuso de autoridade recém-aprovada na Câmara, defendendo que haja vetos.   

Sobre a indicação de Eduardo Bolsonaro à embaixada dos Estados Unidos, diz que Jair Bolsonaro "vem costurando esse assunto" e que na sabatina no Senado, Eduardo pode tirar nota 8.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247