Supersalários de 1,6 mil militares custaram R$ 262,5 milhões aos cofres públicos

Um coronel lotado no Comando do Exército, por exemplo, recebeu R$ R$ 603.398,92, por meio da rubrica “outras remunerações eventuais”

www.brasil247.com -
(Foto: José Cruz/Agência Brasil)


247 -  Um total de 1.559 militares das Forças Armadas receberam vencimentos líquidos superiores a R$ 100 mil mensais entre janeiro e maio deste ano. Ao todo, os supersalários deste militares custaram R$ 262,5 milhões aos cofres públicos, já considerados os descontos legais, como Imposto de Renda e contribuição para a Previdência dos militares. Em alguns casos, os militares chegaram a receber vencimentos próximos de R$ 1 milhão.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, um dos líderes do ranking é o coronel James Magalhães Sato. Lotado no Comando do Exército, Sato, de 47 anos, recebeu em abril R$ R$ 603.398,92, já com os descontos previstos. O soldo normal do militar é de R$ 22,4 mil, mas, em abril deste ano, foi engordado em R$ 733,8 mil por meio da rubrica “outras remunerações eventuais”. 

Considerando o valor atual do salário mínimo, um trabalhador "comum" levaria 38 anos para chegar ao valor recebido pelo coronel. O desembolso também é quase mil vezes maior que a média paga pelo benefício social Auxílio Brasil, de R$ 607.

Ainda segundo a reportagem, Sato foi “denunciado junto com outros 38 combatentes numa investigação que apurou supostas 'fraudes licitatórias e contratuais' no Comando Militar da Amazônia, decorrente da Operação Saúva, da Polícia Federal. No entanto, o coronel foi absolvido de todas as acusações contra si, apesar de vários empresários e militares terem sido condenados”. 

A lista dos supersalários inclui, também, o general Walter Braga Netto, candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro, que em apenas dois meses de 2020, em meio à pandemia de Covid-19, recebeu R$$ 926 mil a título de férias. No mesmo anos, o general Luiz Eduardo Ramos, e o ex-ministro de Minas e Energia, o general Bento Albuquerque também receberam R$ 1 milhão e R$ 731,9 mil, respectivamente. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email