Tacla Duran, que denunciou amigo de Moro, vai depor dia 26 à Câmara

O advogado Rodrigo Tacla Duran, que recentemente acusou um amigo do juiz Sergio Moro de vender favores na Lava Jato, agendou para o dia 26 de setembro um depoimento por videoconferência à Câmara dos Deputados

O advogado Rodrigo Tacla Duran, que recentemente acusou um amigo do juiz Sergio Moro de vender favores na Lava Jato, agendou para o dia 26 de setembro um depoimento por videoconferência à Câmara dos Deputados
O advogado Rodrigo Tacla Duran, que recentemente acusou um amigo do juiz Sergio Moro de vender favores na Lava Jato, agendou para o dia 26 de setembro um depoimento por videoconferência à Câmara dos Deputados (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O advogado Rodrigo Tacla Duran, que trabalhava para a Odebrecht e é investigado na Lava Jato, vai prestar um depoimento por videoconferência à Câmara dos Deputados no dia 26 de setembro.

Recentemente, Tacla Duran acusou o advogado Carlos Zucolotto Júnior, amigo e padrinho de casamento do juiz Sergio Moro, de negociar delações premiadas paralelamente à Lava Jato, uma espécie de venda de favores como redução de penas e multas.

Moro nega as acusações, assim como Zucolotto. Tacla Duran escreve um livro com acusações à Odebrecht e à Lava Jato.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247