Teich deve rejeitar pedido de governadores do Nordeste sobre médicos formados no exterior

O ministério da Saúde afirma que foi feito um cadastramento de médicos no país e que há "385.505 profissionais de saúde dispostos a atuar imediatamente em todo o Brasil". Governo deve desgastar ainda mais a relação com o Nordeste

(Foto: Júlio Nascimento - PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O novo ministro da Saúde, Nelson Teich, deve rejeitar o pedido feito por governadores do Nordeste para a contratação de médicos brasileiros formados no exterior com o objetivo de ajudar no combate à pandemia do coronavírus no Brasil. Os chefes de Executivos pedem autorização para contratar cerca de 15 mil médicos formados no exterior que não possuem autorização para atuarem no Brasil.

O ministério afirma que foi feito um cadastramento de médicos no país e que há "385.505 profissionais de saúde dispostos a atuar imediatamente em todo o Brasil, além de 102.235 estudantes dos cursos de Farmácia, Medicina, Enfermagem e Fisioterapia, que poderão atuar sob supervisão". O teor do documento foi publicado pela CNN Brasil.

"O Brasil foi um dos poucos países do mundo que, através do Ministério da Saúde e de sua Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), realizou um papel estratégico no planejamento de ações para enfrentamento da situação em âmbito nacional, amenizando alguns pontos de fragilidade do sistema. Por meio de seus Departamentos de Gestão, tanto do Trabalho, quanto da Educação na Saúde, a SGTES desenvolveu dois grandes sistemas no âmbito da Ação Estratégica 'O Brasil Conta Comigo'", diz o texto.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247