Temer diz que não teme nova denúncia de Janot por ela ser 'inepta'

Em viagem pela China, Michel Temer afirmou que não "teme" e que também não está "preocupado" com a segunda denúncia contra ele que deverá ser feita pela PGR por obstrução da justiça e organização criminosa com base nas delações da JBS; "Não temo não (a denúncia). Tenho absoluta convicção de que se vier será de uma singeleza, para não dizer de uma inépcia, tão grande que eu não tenho nenhuma preocupação com a denúncia. Isso será cuidado pelo meu advogado. Não estou preocupado com qualquer hipótese de denúncia, minha preocupação é em levar o Brasil adiante", disse Temer 

Temer, em evento no Planalto 12/4/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino
Temer, em evento no Planalto 12/4/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino (Foto: Paulo Emílio)

247 - Em viagem pela China, Michel Temer afirmou que não "teme" e que também não está "preocupado" com a segunda denúncia contra ele que deverá ser feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por obstruçõa da justiça e organização criminosa com base nas delações da JBS. Na primeira denúncia, que acabou arquivada pela Câmara, Temer foi acusado do crime de corrupção passiva.

"Não temo não (a denúncia). Tenho absoluta convicção de que se vier será de uma singeleza, para não dizer de uma inépcia, tão grande que eu não tenho nenhuma preocupação com a denúncia. Isso será cuidado pelo meu advogado. Não estou preocupado com qualquer hipótese de denúncia, minha preocupação é em levar o Brasil adiante, que é o que estamos fazendo", disse Temer em entrevista TV bandeirantes.

Janot deverá apresentar a nova denúncia contra o peemedebista até o dia 17 de setembro, quando termina o seu mandato à frente da Procuradoria Geral da República. Além das delações da JBS, Janot também deverá incluir a delação do doleiro e operador do PMDB Lucio Funaro, que confirmou ter recebido dinheiro de Joesley batista, do grupo JBS, para não revelar os esquemas de corrupção envolvendo autoridades, políticos e partidos.

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247