Temer reprova no detector de mentiras

Segundo o perito em veracidade Mauro J. Nadvorny, da empresa Truster Brasil, Michel Temer não foi verdadeiro durante a coletiva de imprensa que concedeu neste domingo 27, na qual relatou circunstâncias de encontros com o ex-ministro Marcelo Calero; segundo o relatório, Temer “não está sendo verdadeiro quando afirma que havia um conflito de órgãos da administração e o relato que faz dos dois encontros com o ex-ministro Marcelo Calero é em sua maior parte totalmente fantasioso”

temer
temer (Foto: Gisele Federicce)

Do Esmael Morais - O ilegítimo Michel Temer (PMDB) não conseguiu driblar o detector de mentiras, ou seja, não foi verdadeiro durante a coletiva de imprensa que concedeu neste domingo (27) na qual relatou circunstâncias de encontros com o ex-ministro Marcelo Calero. A afirmação é do perito em veracidade Mauro J. Nadvorny.

Ao submeter os áudios com a entrevista de Temer, a perícia da Truster Brasil, empresa de tecnologia em análise de voz, garante que o presidente ilegítimo “não está sendo verdadeiro quando afirma que havia um conflito de órgãos da administração e o relato que faz dos dois encontros com o ex-ministro Marcelo Calero é em sua maior parte totalmente fantasioso”.

Mais cedo, o perito divulgou laudo dizendo que o ex-ministro da Cultura foi “verdadeiro” na entrevista concedida na noite de ontem ao programa Fantástico, na Globo, quando denunciou a quadrilha no governo Michel Temer.

Para o perito Nadvorny, “agora fica bastante claro que ele fez a defesa do apartamento do ex-ministro Geddel Vieira Lima".

Abaixo, leia a Conclusão Geral de acordo com a tecnologia:

De acordo com a tecnologia o Sr. Michel Temer fantasiou a maior parte de suas afirmações, ou seja, seu relato sobre as conversas com o ex-ministro Marcelo Calero, não aconteceram da forma descrita, ou sequer aconteceram na versão apresentada.

A fala na qual tenta explicar que o IPHEN regional e o nacional são dois órgãos distintos beira o irracional.

O mesmo ocorre com o relato em relação à conversa entre Padilha e Marcelo Calero. A conversa não aconteceu da forma descrita.

A única verdade nesta análise, de acordo com a tecnologia, é que o Sr. Michel Temer tratou o conflito entre seus até então ministros sob a ótica de uma solução para o problema do apartamento pertencente a um deles, no caso o agora ex-ministro Geddel.

Confira aqui a íntegra o documento.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247