Temer: "São Pedro chora pela morte dos jogadores"

O presidente Michel Temer, que participa, neste sábado (3), da cerimônia de homenagens às vítimas da queda de avião da Chapecoense, afirmou que "foi um trágico acontecimento que abalou o país, abalou o mundo"; "Quando vejo essa chuva que está caindo aqui acho que é São Pedro chorando pela mortes desses jogadores", declarou; Temer decidiu ir ao velório coletivo na Arena Condá

O presidente Michel Temer, que participa, neste sábado (3), da cerimônia de homenagens às vítimas da queda de avião da Chapecoense, afirmou que "foi um trágico acontecimento que abalou o país, abalou o mundo"; "Quando vejo essa chuva que está caindo aqui acho que é São Pedro chorando pela mortes desses jogadores", declarou; Temer decidiu ir ao velório coletivo na Arena Condá
O presidente Michel Temer, que participa, neste sábado (3), da cerimônia de homenagens às vítimas da queda de avião da Chapecoense, afirmou que "foi um trágico acontecimento que abalou o país, abalou o mundo"; "Quando vejo essa chuva que está caindo aqui acho que é São Pedro chorando pela mortes desses jogadores", declarou; Temer decidiu ir ao velório coletivo na Arena Condá (Foto: Valter Lima)

247 - O presidente Michel Temer, que participa, neste sábado (3), da cerimônia de homenagens às vítimas da queda de avião da Chapecoense, afirmou que "foi um trágico acontecimento que abalou o país, abalou o mundo". "Quando vejo essa chuva que está caindo aqui acho que é São Pedro chorando pela mortes desses jogadores", declarou.

Temer decidiu ir ao velório coletivo na Arena Condá, segundo o cerimonial da presidência. "Não poderia dizer ontem que iria ao estádio porque a segurança colocaria pórticos e revistaria as pessoas que entram. Só comuniquei agora para facilitar a vida de todos", disse Temer para justificar porque confirmou apenas hoje que iria à Arena Condá e não apenas ao aeroporto.

Durante a cerimônia, o presidente iria entregar às famílias a Medalha da Ordem do Mérito Desportivo como reconhecimento do governo federal e do povo brasileiro pelos serviços prestados ao país por todos os que estavam no voo que caiu na Colômbia na madrugada de terça (29), mas este momento foi adiado.

 

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247