Temer se vestiu de avestruz, diz Andrei Meirelles

"A Polícia Federal bota um carimbo de corrupto na testa do presidente da República e ele não tem nada a dizer? Inacreditável", diz o jornalista Andrei Meirelles, do site Os Divergentes; na Rússia, Temer, chamado de corrupto pela PF, disse que não comenta questões jurídicas

"A Polícia Federal bota um carimbo de corrupto na testa do presidente da República e ele não tem nada a dizer? Inacreditável", diz o jornalista Andrei Meirelles, do site Os Divergentes; na Rússia, Temer, chamado de corrupto pela PF, disse que não comenta questões jurídicas
"A Polícia Federal bota um carimbo de corrupto na testa do presidente da República e ele não tem nada a dizer? Inacreditável", diz o jornalista Andrei Meirelles, do site Os Divergentes; na Rússia, Temer, chamado de corrupto pela PF, disse que não comenta questões jurídicas (Foto: Leonardo Attuch)

Por Andrei Meirelles, nos Divergentes

O que acontece se o FBI entregar um relatório à Suprema Corte em que afirma ter encontrado evidências “com vigor” de corrupção passiva do presidente da República? A Casa Branca cai. Simples assim.

Nem Donald Trump, em seu universo peculiar e toda a cara de pau do mundo, escaparia de responder tim por tim às acusações.

Aqui, primeiro Michel Temer se negou a responder às perguntas da Polícia Federal, em uma investigação oficial, chancelada pelo Supremo Tribunal Federal. Agora, indagado em Moscou sobre o relatório preliminar da PF, que narra supostos crimes de Temer como presidente da República, ele respondeu:

— Isso não é uma questão política, é jurídica. Eu não faço juízo jurídico.

Como assim?

A Polícia Federal bota um carimbo de corrupto na testa do presidente da República e ele não tem nada a dizer?

Inacreditável.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247