‘Temos que recuperar a soberania e a democracia, as duas juntas’, afirma Celso Amorim

À TV 247, o ex-ministro afirmou que há atualmente “uma distorção” no Brasil acerca do que é soberania. “Alguns apoios do Bolsonaro na extrema direita alegam a defesa da soberania, soberania do direito de queimar a Amazônia”, exemplificou. “Soberania não exclui valores civilizatórios”. Assista

Celso Amorim: ‘vivemos a mais grave crise desde a Segunda Guerra’.
Celso Amorim: ‘vivemos a mais grave crise desde a Segunda Guerra’. (Foto: MARCELLOCASAL/ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro Celso Amorim falou à TV 247 sobre distorções que ocorrem atualmente no Brasil em torno do tema da soberania, que necessita ser recuperada no país, juntamente com a democracia, segundo ele. Amorim disse que há entre os apoiadores de Jair Bolsonaro, por exemplo, os que defendem a soberania brasileira, mas em detrimento de valores universais que não podem ser quebrados.

"Soberania é essência, você não pode deixar de ter. O que eu acho é que há uma distorção hoje em dia do termo, que nós teremos inclusive que lidar com esse fato. Quando você vê, por exemplo, alguns apoios do Bolsonaro na extrema direita eles alegam também a defesa da soberania, soberania do direito de queimar a Amazônia, como na ditadura achavam que era o direito de torturar. A gente tem que ter clareza sobre isso”, disse.

O ex-ministro afirmou que distinguir o que são valores universais e o que são questões de soberania também é um ponto essencial para compreender a questão. “Soberania é você ter as rédeas até certo ponto, porque nada é absoluto. Soberania não exclui a adoção de valores que são civilizatórios, universais. O problema é não confundir isso. Direitos humanos, igualdade entre gêneros e classe são valores universais; o capitalismo liberal não é um valor universal. As pessoas às vezes tendem a confundir uma coisa com a outra. Então a defesa da soberania é fundamental. A gente tem que recuperar a soberania e a democracia, as duas juntas. Não existe separação das duas. Quando você separa, é uma falsa soberania”.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email