Terrorismo no Porta dos Fundos: Polícia Civil do Rio vai pedir ajuda de Santa Catarina para encontrar foragido

Com a Polícia Federal fora das investigações sobre o atentato terrorista ao Porta dos Fundos, a Polícia Civil do Rio de Janeiro será obrigada a pedir a ajuda da corporação de Santa Catarina para encontrar o suspeito Eduardo Fauzi Richard Cerquis. Ele teria dito a amigos, por meio de um aplicativo de mensagens, que está em Florianópolis

Suspeito de ataque ao Porta dos Fundos, Eduardo Fauzi
Suspeito de ataque ao Porta dos Fundos, Eduardo Fauzi (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Com a Polícia Federal fora das investigações sobre o atentato terrorista ao Porta dos Fundos, a Polícia Civil do Rio de Janeiro será obrigada a pedir a ajuda da corporação de Santa Catarina para encontrar o suspeito Eduardo Fauzi Richard Cerquis. Ele teria dito a amigos, por meio de um aplicativo de mensagens, que está em Florianópolis.

Reportagem do jornal O Globo destaca que "Fauzi está foragido desde terça-feira, quando foi alvo de uma operação policial. Ele publicou um vídeo na internet no dia seguinte no qual chama os integrantes da produtora de "criminosos, marginais e bandidos". Nas imagens, ele expõe críticas ao especial de Natal do Porta dos Fundos ("A primeira tentação de Cristo") por retratar Jesus Cristo como homossexual."

A matéria ainda sublinha que "os investigadores acreditam que o grupo responsável pela ação era formado por cinco pessoas — Fauzi seria o motorista do carro que aparece nas imagens registradas por câmeras de segurança. Em uma das gravações, ele é visto após o ataque em uma rua de Botafogo desembarcando e retirando uma fita que escondia a identificação do automóvel."

Além de Fauzi, que atuava como guardador de carros no Rio, a polícia também investiga outras quatro suspeitos de participação no ataque. Eles poderão ser indiciados por associação e organização criminosa.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247