Terrorista preso por destruir relógio de Dom João VI se cala durante depoimento

O bolsonarista Antônio Cláudio Alves Ferreira, de 30 anos, é alvo da Operação Lesa Pátria

O bolsonarista Antônio Cláudio Alves Ferreira ao destruir o patrimônio público brasileiro
O bolsonarista Antônio Cláudio Alves Ferreira ao destruir o patrimônio público brasileiro (Foto: Divulgação/Presidência da República)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O bolsonarista Antônio Cláudio Alves Ferreira, de 30 anos, permaneceu em silêncio durante depoimento à Polícia Federal na noite de segunda-feira em Uberlândia (MG). Ele foi preso pela Polícia Civil na cidade mineira na segunda por participação nos atos terroristas do dia 8 de janeiro

>>> Polícia revela extensa ficha criminal de vândalo bolsonarista que destruiu relógio de Dom João VI

continua após o anúncio

Alvo da Operação Lesa Pátria, Antônio foi filmado destruindo o relógio Balthazar Martinot, do século 17, presente da corte francesa para Dom João 6º, durante a invasão ao Palácio do Planalto no último dia 8. 

A PF informou que ele é investigado sob a acusação dos seguintes crimes: abolição violenta do Estado democrático de Direito; golpe de Estado; dano qualificado; associação criminosa; incitação ao crime; destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido. 

continua após o anúncio

A embaixada da Suíça ajudará o governo brasileiro a restaurar o relógio, mas o êxito do projeto continua incerto. (Com informações do UOL). 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247