Toffoli defende legislação “anti-Moro” e ganha apoio de Maia

Presidente do STF defendeu que o Congresso defina um impedimento de oito anos para juízes que decidam largar a magistratura e concorrer a eleições

Sergio moro e Dias Toffoli
Sergio moro e Dias Toffoli (Foto: Ag. Senado | STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, defendeu nesta quarta-feira (29) que o Congresso Nacional defina um impedimento de 8 anos para juízes que decidam largar a magistratura e concorrer a eleições.

“Eles tinham que colocar na Lei de Inelegibilidades a inelegibilidade de magistrados e membros do Ministério Público por pelo menos 8 anos”, disse Toffoli durante reunião do Conselho Nacional de Justiça.

Segundo o minsitro, essa medida “se evitaria de utilização da magistratura e do poder imparcial do juiz para fazer demagogia, aparecer para a opinião pública e depois se fazer candidato”. “Quem quer ser candidato tem que deixar a magistratura, tem que deixar o Ministério Público, e há de haver um período de inelegibilidade sim”, completou.

A “quarentena” pode afetar os planos do ex-juiz federal e ex-ministro Sérgio Moro de disputar as eleições presidenciais de 2022 e foi rechaçada pela Associação de Magistrados Brasileiros (AMB). “Projetos com esse teor ferem o princípio da isonomia e violam os direitos políticos dos membros do Poder Judiciário. Uma afronta desproporcional ao direito fundamental dos magistrados ao exercício da cidadania”, afirmou a entidade.

Confira a reportagem completa na Revista Fórum.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247