Toffoli nega pedido de Sara Winters para afastar Alexandre de Moraes do inquérito das fake news

Presidente do STF, ministro Dias Toffoli, negou pedido impetrado pelos advogados da militante e ativista da extrema direita Sara Giromini que pedia a suspeição do ministro da Corte Alexandre de Moraes. Segundo Toffoli, a alegação é ilegítima

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, negou um pedido impetrado pelos advogada da militante bolsonarista e ativista da extrema direita Sara Giromini, conhecida como sara Winters, para que o ministro da Corte Alexandre de Moraes fosse afastado do inquérito que apura o financiamento de atos antidemocráticos e contra as instituições. 

No pedido, a defesa da extremista, que foi presa preventivamente em função de ameaças contra ministros da Corte, pedia a suspeição de Moraes. Caso o pedido fosse aceito,  todas as medidas adotadas e as provas coletadas durante a investigação acabariam anuladas. 

Toffoli justificou a decisão ressaltando que a acusação de suspeição é ilegítima por ter sido “provocada” pela própria militante extremista, que afirmou que iria “trocar socos” com Alexandre de Moraes, além de prometer que iria transformar a vida do ministro do STF em um “inferno”. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email