TRF-1 apoia AGU e suspende auxílio emergencial para população do Amazonas

A pedido da AGU, o vice-presidente do Tribunal Regional da 1ª Região (TRF-1) suspendeu a decisão da Justiça Federal no Amazonas pela prorrogação do auxílio emergencial para a população do estado

Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal.
Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O vice-presidente do Tribunal Regional da 1ª Região (TRF-1), o desembargador federal Francisco de Assis Betti, suspendeu a decisão da Justiça Federal no Amazonas pela prorrogação do auxílio emergencial para a população do estado.

No início de fevereiro, a Justiça determinou o pagamento de R$ 300 por mais dois meses, diante da crise sanitária causada pela Covid-19 - obrigando o governo federal a realizar o pagamento, caso contrário pagaria uma multa diária de R$ 100 mil.

A decisão do TRF-1 atende a um recurso da Advocacia-Geral da União contra a decisão da primeira instância. O tribunal alegou que a decisão do juiz federal Ricardo Augusto de Sales (que determinou o pagamento) “acabou adentrando no exercício de competência atinente à consecução de política pública, de natureza assistencial, cometida à União, à míngua de previsão legislativa para tanto".

"Não se apresenta, assim, com a licença de posicionamento diverso, como juridicamente admissível ao Poder Judiciário que, como regra geral, ao exercitar o controle jurisdicional das políticas públicas, possa interferir, decisivamente, na sua formulação, execução e/ou gestão, quando inexistentes seguros elementos de convicção aptos a configurar a ilegalidade ou inconstitucionalidade na atuação do Poder Executivo", ponderou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email