TRF-4 absolve Antunes Sobrinho, presidente da Nova Engevix

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) manteve a absolvição do empresário José Antunes Sobrinho, presidente da Nova Engevix; o julgamento, concluído hoje de manhã, envolveu o ex-ministro José Dirceu, que teve sua pena aumentada em dez anos, atingindo o total de 30 anos e 9 meses

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) manteve a absolvição do empresário José Antunes Sobrinho, presidente da Nova Engevix; o julgamento, concluído hoje de manhã, envolveu o ex-ministro José Dirceu, que teve sua pena aumentada em dez anos, atingindo o total de 30 anos e 9 meses
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) manteve a absolvição do empresário José Antunes Sobrinho, presidente da Nova Engevix; o julgamento, concluído hoje de manhã, envolveu o ex-ministro José Dirceu, que teve sua pena aumentada em dez anos, atingindo o total de 30 anos e 9 meses (Foto: Romulo Faro)

247 - O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) manteve a absolvição do empresário José Antunes Sobrinho, presidente da Nova Engevix. O julgamento, concluído hoje de manhã, envolveu o ex-ministro José Dirceu, que teve sua pena aumentada em dez anos, atingindo o total de 30 anos e 9 meses.

O advogado Antonio Augusto Figueiredo Basto, responsável pela defesa de Antunes Sobrinho, sustentou que o Ministério Público Federal não tinha nenhuma prova da ligação de Antunes com o grupo de José Dirceu. Enfatizou ainda que Antunes tampouco tinha participado de qualquer ato ilícito ou que tivesse conhecimento da corrupção na Petrobras.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247