TSE manda UNE retirar da internet páginas que mencionam Bolsonaro

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) determinou que a UNE (União Nacional dos Estudantes) retire duas páginas de seu site oficial e um vídeo no Facebook que denunciam Jair Bolsonaro, candidato à presidência pelo PSL; na decisão, o ministro Sérgio Banhos atendeu a pedido da defesa de Bolsonaro e entendeu que o conteúdo continha "propaganda eleitoral irregular", por ter sido divulgada por pessoa jurídica, o que é vedado por lei

TSE manda UNE retirar da internet páginas que mencionam Bolsonaro
TSE manda UNE retirar da internet páginas que mencionam Bolsonaro (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

247O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) determinou que a UNE (União Nacional dos Estudantes) retire duas páginas de seu site oficial e um vídeo no Facebook que denunciam Jair Bolsonaro, candidato à presidência pelo PSL. Na decisão, o ministro Sérgio Banhos atendeu a pedido da defesa de Bolsonaro e entendeu que o conteúdo continha "propaganda eleitoral irregular", por ter sido divulgada por pessoa jurídica, o que é vedado por lei.

Segundo reportagem do portal G1, "em uma das páginas, a UNE noticiava carta assinada com outras entidades estudantis - Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) – 'contra o ódio e "em defesa da democracia'. Em outra, listava motivos para não votar em Bolsonaro. Num vídeo postado no Facebook, a diretora da UNE, Marianna Dias, manifestava-se contra o candidato do PSL".

A matéria acrescenta que, na decisão, "o ministro do TSE ainda pediu ao Facebook os dados dos criadores e administradores do perfil da UNE na rede social".

Ainda é possível o recurso e o caso deverá ser reavaliado no plenário do TSE, formado por 7 ministros.

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247