“Valeu a pressão de todos”, diz Malafaia sobre Marina

Pastor da Assembleia de Deus volta a comemorar o que ele mesmo chama de "recuo" da candidata, que retirou capítulo sobre causa gay de seu programa de governo; "O ativismo gay está irado com Marina! Começo a ficar satisfeito! Valeu a pressão de todos. Não estamos aqui pra engolir agenda gay", publicou hoje no Twitter; Silas Malafaia diz ainda, em resposta ao deputado Jean Wyllys, que Marina não recuou por causa de seus tuites, "e sim devido à pressão dos cristãos, que são maioria no Brasil"

Pastor da Assembleia de Deus volta a comemorar o que ele mesmo chama de "recuo" da candidata, que retirou capítulo sobre causa gay de seu programa de governo; "O ativismo gay está irado com Marina! Começo a ficar satisfeito! Valeu a pressão de todos. Não estamos aqui pra engolir agenda gay", publicou hoje no Twitter; Silas Malafaia diz ainda, em resposta ao deputado Jean Wyllys, que Marina não recuou por causa de seus tuites, "e sim devido à pressão dos cristãos, que são maioria no Brasil"
Pastor da Assembleia de Deus volta a comemorar o que ele mesmo chama de "recuo" da candidata, que retirou capítulo sobre causa gay de seu programa de governo; "O ativismo gay está irado com Marina! Começo a ficar satisfeito! Valeu a pressão de todos. Não estamos aqui pra engolir agenda gay", publicou hoje no Twitter; Silas Malafaia diz ainda, em resposta ao deputado Jean Wyllys, que Marina não recuou por causa de seus tuites, "e sim devido à pressão dos cristãos, que são maioria no Brasil" (Foto: Gisele Federicce)

247 – O Pastor Silas Malafaia, da igreja Assembleia de Deus, voltou a comemorar nesta segunda-feira 1º o que ele próprio chama de "recuo" da presidenciável pelo PSB, Marina Silva, em relação à causa gay. No fim de semana, depois de pressão feita pelo líder evangélico no Twitter, ela retirou de seu programa de governo o capítulo que garantia direitos aos homossexuais, como o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

"O ativismo gay está irado com Marina! Começo a ficar satisfeito! Valeu a pressão de todos. Não estamos aqui pra engolir agenda gay", celebrou Malafaia em sua conta na rede social. "Se não tivesse o twitaço sexta e sábado, o ativismo gay estaria rindo da nossa cara hj. Mudaram parte do pgm de Marina. Estão revoltados!", prosseguiu.

O pastor mandou ainda um recado ao deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), que no sábado se mostrou decepcionado com a reação de Marina Silva. "Bastaram quatro tuites do pastor Malafaia para que, em apenas 24 horas, a candidata se esquecesse dos compromissos de ontem, anunciados em um ato público transmitido por televisão, e desmentisse seu próprio programa de governo, impresso em cores e divulgado pelas redes", escreveu o parlamentar.

Malafaia respondeu: "Avisa ao Jean Wyllys: Marina não recuou por causa dos meus tuítes, e sim devido à pressão dos cristãos, que são maioria no Brasil". O líder evangélico anunciou ontem que gravaria um vídeo comentando a posição de Marina nesta terça-feira 2. "Vou gravar um vídeo mostrando a malandragem da esquerda sobre estado laico, para retirar a ideologia cristã do debate democrático. QUENTE!", publicou ele hoje no Twitter.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247