Verba da saúde do Amazonas bancou gastos da família do senador Aziz, diz PF

Segundo a PF, o senador Omar Aziz (PSD-AM), ex-governador do Amazonas e indiciado por corrupção, recebeu vantagens indevidas a partir de contratos assinados com um instituto do médico e empresário Mouhamad Moustafa. Algumas das vantagens listadas pela PF são mesada de R$ 500 mil para Aziz e viagens em aeronaves particulares bancadas por Moustafa

(Foto: Agência Senado)

247 - A Polícia Federal indiciou o senador Omar Aziz (PSD-AM), ex-governador do Amazonas, por lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa para desviar recursos do Instituto Novos Caminhos (INC), organização social contratada pelo governo para gerenciar unidades de saúde. De acordo com as investigações, o parlamentar quis benefício próprio e para os familiares. 

Os desvios aconteceram a partir de contratos assinados com o INC, do médico e empresário Mouhamad Moustafa. Algumas das vantagens indevidas recebidas pelo atual congressista e listadas pela PF são mesada de R$ 500 mil para Aziz, pagamento de contas do apartamento do senador em Brasília, um relógio de R$ 36 mil da marca Cartier como presente de aniversário para o senador, viagens em aeronaves particulares bancadas por Moustafa, e pagamentos avulsos que variavam de R$ 2.000 a R$ 250 mil.

Em nota, a assessoria de Aziz afirma que a decisão "da autoridade policial é absolutamente equivocada, embasada em premissas que não condizem com a realidade e não se sustentam juridicamente". 

Segundo relato do site Uol, a defesa de Aziz conseguiu suspender a investigação e alega que o caso deveria ser analisado pela Quarta Vara Federal do Amazonas, e não pela Segunda.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247