Vice-presidente da SBPC: oligarquia prefere país de analfabetos

A cientista Vanderlan Bolzani diz que é "triste ver que o país tem uma vertente forte que manda no destino da nação que acha que educação, ciência e tecnologia é custo, não é investimento”; “A impressão que dá é que tem uma oligarquia pequena de milionários querendo um país de analfabetos absolutos e escravos e que trabalhem como mão de obra barata. Que sejam massas de manobra", afirma ela

Vice-presidente da SBPC: oligarquia prefere país de analfabetos
Vice-presidente da SBPC: oligarquia prefere país de analfabetos

247 - Pesquisadora do Instituto de Química da Unesp (Universidade Estadual Paulista) e vice-presidente da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), a cientista Vanderlan Bolzani diz que é "triste ver que o país tem uma vertente forte que manda no destino da nação que acha que educação, ciência e tecnologia é custo, não é investimento”.

“A impressão que dá é que aqui [no Brasil] tem uma oligarquia pequena de milionários querendo um país de analfabetos absolutos e escravos e que trabalhem como mão de obra barata. Que sejam massas de manobra, porque um povo que não é educado é massa de manobra para político. Você só estuda com bolsa, a não ser que seja filho desses milionários aí, de coronéis”, afirmou a cientista em reportagem de Gabriela Fujita, no UOL.

Para ela, o próximo “presidente do Brasil deveria ser compromissado e tentar, junto com pessoas dignas e honestas, que não desviam dinheiro público, fazer uma agenda de prioridade de educação, ciência, tecnologia, inovação e segurança para o Estado brasileiro. Precisamos de um programa mínimo do Estado brasileiro", declarou ao UOL.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247