Vídeo resume viagem de Lula pela Europa, que demonstrou sua liderança internacional; assista

Vídeo do fotógrafo Ricardo Stuckert traz imagens e declarações do ex-presidente durante sua passagem pela Alemanha, Bélgica, França e Espanha

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/Youtube)


 247 - O ex-presidente Luiz Inácio ula da Silva divulgou neste domingo (21) um vídeo que traz um resumo de sua viagem pela Europa. 

O ex-presidente, que lidera todas as pesquisas para a presidente em 2022, se reuniu com alguns dos principais líderes da União Europeia, como o provável sucessor da chanceler Angela Merkel na Alemanha, Olaf Sholz, o presidente da França, Emmanuel Macron, e o presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez. 

 Assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ex-presidente Lula terminou na Espanha a viagem pela Europa, que teve início dia 11 de novembro, pela Alemanha. Lula teve uma série de encontros com lideranças europeias nesse período.  Na Alemanha, se reuniu com o Olaf Scholz, vencedor das eleições alemãs que deverá substituir Angela Merkel; com Martin Schulz, ex-presidente do Parlamento Europeu, liderança do Partido Social-Democrata (SPD) da Alemanha e presidente da Fundação Friedrich Ebert; e com as deputadas do SPD Yasmin Fahimi e Isabel Cademartori, eleitas na última eleição alemã, vencida pelo SPD, em setembro, entre outras lideranças políticas. 

Lula teve também teve encontro com lideranças sindicais do país, como a secretária-geral da Confederação Sindical Internacional (ITUC da sigla em inglês), Sharan Leslie Burrow, e discutiu os desafios de organização da classe trabalhadora no Brasil e no mundo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na Bélgica, a partir do dia 13, o ex-presidente participou da Reunião de Alto Nível no plenário do Parlamento Europeu, onde discursou e foi aplaudido de pé pelos eurodeputados. O evento, intitulado Juntos durante a crise para uma nova agenda progressista, reuniu líderes da Europa e da América Latina para discutir como o mundo pode sair mais forte da pandemia a partir de uma agenda progressista.

Lula também se reuniu com o chefe da diplomacia da União Europeia, Josep Borrel; com José Luis Rodríguez Zapatero , ex-primeiro-ministro da Espanha; com o economista Joseph Stiglitz, prêmio Nobel de Economia; e com a líder do bloco social democrata no Parlamento, Iratxe García Pérez. Teve reuniões com os eurodeputados do Bloco Social Democrata no Parlamento Europeu.

Já na França, a partir do dia 16, Lula foi recebido pelo presidente Emmanuel Macron. No encontro, de mais de uma hora, Lula e o presidente francês dialogaram sobre a crise mundial, geração de empregos, redução das desigualdades e proteção ambiental.  Lula também teve agenda com a prefeita de Paris, Anne Hidalgo; com o ex-presidente da França, François Hollande e com o Jean-Luc Mélenchon, ex-candidato à presidência da França e líder do movimento França Insubmissa. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Também na França, Lula foi homenageado mais uma vez pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences Po), dez anos após receber o título Doutor Honoris Causa. No Sciences Po, o ex-presidente discursou sobre “Qual o lugar do Brasil no mundo de amanhã?”. Na capital francesa Lula também recebeu o prêmio Coragem Política 2021, concedido pela revista Politique Internationale por sua gestão “marcada pelo desejo de promover a igualdade” na Presidência da República. 

Na Espanha, a partir do dia 18, Lula esteve com o presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez, no Palácio da Moncloa, e com a vice-presidente, Yolanda Díaz. Na capital espanhola, Lula participou do seminário “Cooperação multilateral e recuperação regional pós-Covid-19” e do ato “Construir o Futuro”. O ex-presidente também teve encontros as federações sindicais da Espanha.

Leia também reportagem do Brasil de Fato sobre o assunto:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em entrevista ao El País, Lula fala de possível projeto para 2022

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva completou, no último sábado (21), viagem por países europeus, como Alemanha, França e Espanha, onde realizou encontros com lideranças locais. Lula foi aplaudido de pé no Parlamento Europeu e recebido com honras de chefe de Estado pelo presidente francês Emanuel Macron.  

Neste domingo, o ex-presidente foi capa do jornal El País, da Espanha, que está entre os de maior circulação, onde abordou temas importantes que devem ganhar destaque cada vez maior à medida que o Brasil entra em ano eleitoral. 

Primeiro, Lula atrelou sua candidatura a duas agendas: "recuperar o prestígio internacional (do Brasil) e que o povo possa comer três vezes ao dia." 

Ele destacou um mote reiterado ainda na sua primeira campanha, o de combate à fome global. "Não posso admitir que o mundo produza mais alimentos do que a humanidade pode comer, e que tenhamos 800 milhões de pessoas com fome no mundo.", disse Lula ao El País. 

O líder do PT ainda apontou para o fato de que as políticas públicas do governo implementadas a partir de 2018, com o governo Bolsonaro, levaram o Brasil da sexta posição como maior economia mundial para a 13ª. O que ocorreu, segundo ele, foi a destruição do setor industrial brasileiro: "deixamos de ser um sonho para os investidores estrangeiros e passamos a ser um pesadelo." 

Perguntado como poderia ser resolvido o quadro de crise pós-pandemia, Lula apontou para o fundo de 760 bilhões de euros criado pela União Europeia e o plano dos EUA de 1 trilhão de dólares para injetar na economia. Ele defendeu, desse modo, que "o Estado tem que ser o indutor desse movimento, tem que colocar o dinheiro para que a economia cresça. Na crise de 2008 fizemos isso."  

Por fim, ao ser indagado sobre o que tirou da experiência dos processos judiciais contra ele e sua prisão, Lula disse que, primeiro, foi decisão sua ir para a prisão em vez de sair do país, já que tinha consciência de sua inocência. 

E complementa: "tinha segurança de que o juiz Moro e os procuradores haviam formado uma quadrilha político-econômica para me destruir, que decidi ir à polícia para provar minha inocência. E acredito que consegui."

El País Lula 21.11.21

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email