Volta olímpica encerra cerimônia na Arena Condá

Término do velório coletivo dos jogadores da Chapecoense foi marcado por uma volta olímpica na Arena Condá, em Chapecó, feita pelos familiares das 50 vítimas do acidente aéreo que matou 71 pessoas, entre jogadores, jornalistas e membros da tripulação; volta olímpica foi acompanhada pelo hino da Chapecoense enquanto a multidão gritava "é campeão"; presidente da Fifa, Gianni Infantino, acompanhou a cerimônia e prestou solidariedade às famílias; papa Francisco também enviou uma mensagem de apoio aos familiares das vítimas

Chapecoense, funeral, Arena Condá
Chapecoense, funeral, Arena Condá (Foto: Paulo Emílio)

247 - O término do velório coletivo dos jogadores da Chapecoense foi marcado por uma volta olímpica na Arena Condá, em Chapecó, feita pelos familiares das 50 vítimas do acidente aéreo que matou 71 pessoas, entre jogadores, jornalistas e membros da tripulação. A volta olímpica foi acompanhada pelo hino da Chapecoense enquanto a multidão gritava "é campeão".

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, que acompanhou a cerimônia, prestou solidariedade às famílias e disseque "o momento é de de recolhimento e união, não de discursos ou palavras. Até porque não há palavras que possam confortar alguém que perdeu um ente querido de forma tão trágica".

O papa Francisco também enviou uma mensagem de apoio aos familiares das vítimas.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247