Voto do decano Celso de Mello pode ser de condenação a Moro

Depois da sessão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) na última terça-feira (25), em que votou pela permanência do ex-presidente Lula na prisão, o decano da corte, ministro Celso de Mello continua fazendo mistério sobre seu voto no caso da suspeição de Sergio Moro e deixa em aberto a possibilidade de condenar o ex-juiz como suspeito de manipulação do processo contra Lula

247 - Depois da sessão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) na última terça-feira (25), em que votou pela permanência do ex-presidente Lula na prisão, o decano da corte, ministro Celso de Mello continua fazendo mistério sobre seu voto no caso da suspeição de Sergio Moro.  

Nota da coluna de Mônica Bergamo destaca que o voto do decano segue sendo um mistério mesmo para seus colegas do STF.    

Ao votar pela permanência de Lula na prisão, Celso de Mello afirmou isto não significava que já tinha uma decisão no julgamento sobre Moro, deixando em aberto que pode votar contra o ex-juiz.   

Segundo a coluna, se Moro for considerado suspeito e a sentença em que ele condenou Lula no caso do tríplex, cancelada, a defesa do ex-presidente tentará estender a decisão ao caso do sítio de Atibaia, pois a juíza Gabriela Hardt, que sentenciou Lula nesse caso, admitiu que copiou e colou a sentença de Moro no processo do tríplex.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247