Wadih Damous: caravana de Lula está cercada por bandidos milicianos

Deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) afirma em coletiva de imprensa que "a caravana de Lula" ficou "cercada por bandidos milicianos no Paraná"; "É uma estrada e a comitiva não tem como sair. Isso dá seguimento à complacência do governo do Paraná, assim como aconteceu em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul", criticou o parlamentar; "Isso é muito grave. Se algo acontecer quanto à integridade física de qualquer membro dessa comitiva é o governo federal que deve ser responsabilizado, assim como o governo do Paraná", acrescentou

Deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) afirma em coletiva de imprensa que "a caravana de Lula" ficou "cercada por bandidos milicianos no Paraná"; "É uma estrada e a comitiva não tem como sair. Isso dá seguimento à complacência do governo do Paraná, assim como aconteceu em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul", criticou o parlamentar; "Isso é muito grave. Se algo acontecer quanto à integridade física de qualquer membro dessa comitiva é o governo federal que deve ser responsabilizado, assim como o governo do Paraná", acrescentou
Deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) afirma em coletiva de imprensa que "a caravana de Lula" ficou "cercada por bandidos milicianos no Paraná"; "É uma estrada e a comitiva não tem como sair. Isso dá seguimento à complacência do governo do Paraná, assim como aconteceu em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul", criticou o parlamentar; "Isso é muito grave. Se algo acontecer quanto à integridade física de qualquer membro dessa comitiva é o governo federal que deve ser responsabilizado, assim como o governo do Paraná", acrescentou (Foto: Gisele Federicce)

247 – O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) criticou em coletiva de imprensa em Brasília na tarde desta segunda-feira 26 a omissão dos governos federal e do Paraná em relação às agressões contra a caravana do ex-presidente Lula no Estado. Segundo ele, a comitiva ficou "cercada por bandidos milicianos" na estrada.

"A caravana de Lula está cercada por bandidos milicianos no Paraná. É uma estrada e a comitiva não tem como sair. Isso dá seguimento à complacência do governo do Paraná, assim como aconteceu em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul", denunciou Damous em coletiva transmitida às 16h.

"Isso é muito grave. Se algo acontecer quanto à integridade física de qualquer membro dessa comitiva é o governo federal que deve ser responsabilizado, assim como o governo do Paraná", acrescentou.

"Não sei nem se ainda há governo lá no Paraná, porque o governador disse que vai ser candidato ao Senado, então parece que não tem comando", alfinetou ainda, em referência ao tucano Beto Richa. Para o deputado, o ministro da Segurança Pública "tem o dever de enviar reforço policial, a Polícia Federal para dar um basta nessas matilhas de fascistas".

Assista à fala de Damous, que também falou sobre a decisão do TRF4 contra Lula:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247