Weintraub: Bolsonaro é Josué e nós “as trombetas que vão derrubar as muralhas de Jericó”, a esquerda

Ministro da Educação, Abraham Weintraub, comparou Jair Bolsonaro ao personagem bíblico Josué, sucessor de Moisés para conduzir seu povo à terra prometida, e que “as orações são as trombetas que vão derrubar as Muralhas de Jericó”, em referência à esquerda. "Os ídolos deles vão cair!", emendou

O ministro da Educação, Abraham Weintraub
O ministro da Educação, Abraham Weintraub (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, comparou Jair Bolsonaro ao personagem bíblico Josué, sucessor de Moisés para conduzir seu povo à terra prometida, e que “as orações são as trombetas que vão derrubar as Muralhas de Jericó”, em referência à esquerda. A comparações foram feitas por Weintraub nesta quarta-feira (19), durante o Primeiro Culto de Santa Ceia do ano de 2020, promovido pela Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional. 

No Twitter, onde postou um vídeo com a analogia bíblica, ele também destaca um outro momento de sua participação no evento da bancada evangélica no qual critica o educador Paulo Freire e o especial de Natal da produtora Porta dos Fundos. “Movimento nefasto de esquerda que está aí vive de difamar. Hipocrisia. Ousam fazer piada falando que Jesus e Satanás tinham um caso homossexual. Daí é liberdade de expressão e correto. Mas a gente não pode falar que Paulo Freire é feio. Isso é pecado. Os ídolos deles vão cair!”, escreveu no Twitter repetindo sua fala durante o encontro.

Confira a postagem  de Abraham Weintraub sobre o assunto. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247