Weintraub quer mudar Enade para impedir formação de alunos com nota baixa

De acordo com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a nota baixa no Enade deve impedir a obtenção do diploma por parte do estudante que, segundo ele, foi boicotar a prova

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que pretende mudar a lei do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) para poder reprovar alunos que acertarem menos de 20% da avaliação. De acordo com o titular da pasta, a nota baixa no Enade deve impedir a obtenção do diploma por parte do estudante que, segundo ele, foi boicotar a prova.

“Se a pessoa não acerta 20% na prova, ela tem desempenho pior que o aleatório. É muito ruim. A gente gostaria que essa pessoa não pudesse se formar, mas para isso precisa mudar a lei”, afirmou Weintraub nesta sexta-feira (4). “Não deveria ter o diploma. (…) Eu acho que quem faz 20% foi sabotar”, complementou. Segundo o ministro, só existe punição para quem não faz a prova, que é o atraso na colação de grau.

Leia na Revista Forum 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247