Neymar prometeu homenagem a Bolsonaro, mas, se fizer, poderá ser punido pela Fifa

Regulamento da Copa do Mundo veta a "exibição de mensagem política por jogadores e oficiais (árbitros e técnicos)"

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - Ainda durante a campanha eleitoral, Neymar participou de uma live com Jair Bolsonaro (PL) e lhe prometeu homenageá-lo se fizesse um gol na Copa do Mundo. No entanto, matéria do jornal O Globo explica que Neymar pode ser punido pelo gesto.

"Há proibição de manifestação política com exceção de defesa de direitos humanos", diz o texto.

Neymar havia prometido fazer o número 22 com as mãos, em alusão ao número do então candidato à reeleição.

O advogado Eduardo Carlezzo, especialista em direito esportivo, afirma que Neymar estaria sujeito a uma punição disciplinar se fizesse a homenagem.

"A exibição de mensagem política, religiosa ou pessoa ou slogans de qualquer natureza ou linguagem ou forma por jogadores e oficiais (árbitros e técnicos) é proibido", diz o artigo 33 do regulamento da Copa, em seu parágrafo 3º.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email