Bélgica pode ficar sem leitos de UTI dentro de 2 semanas

Caso o número de internações continue a aumentar, o país europeu terá de adotar medidas emergenciais

Vista externa de profissionais de saúde atendendo paciente infectado por Covid-19 em Liege, Bélgica. 23/3/2020.
Vista externa de profissionais de saúde atendendo paciente infectado por Covid-19 em Liege, Bélgica. 23/3/2020. (Foto: REUTERS/Yves Herman)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Europa vem passando por uma segunda onda da pandemia da Covid-19, sendo a Bélgica um dos países mais afetados. A situação no país é tão grave que o porta-voz do Ministério de Saúde do país admitiu que os leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) podem se esgotar em duas semanas. 

Segundo o G1, o número de internamentos em UTI na Bélgica dobra a cada 8 dias.

“Até o final da semana, devemos ultrapassar a marca de mil pacientes em terapia intensiva”, afirmou o porta-voz. “Se a curva não mudar com o nosso comportamento, devemos atingir 2 mil pacientes em terapia intensiva em duas semanas, nossa capacidade máxima”.

Até o momento, a Bélgica registrou em torno de 321 mil casos e 10.810 mortes desde o início da pandemia. O país tem a segunda maior taxa de infecção da Europa, atrás da República Tcheca. A partir desta segunda-feira (26), Bruxelas passará por um toque de recolher diário.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247