Brasil verá pessoas morrendo em casa em 4 semanas, diz epidemiologista

“Vamos ver pessoas morrendo fora dos hospitais [porque não existem leitos de terapia intensiva suficiente]", denuncia o epidemiologista da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Ivan França Junior

Mulher com Covid-19 é atendida  no Rio de Janeiro
Mulher com Covid-19 é atendida no Rio de Janeiro (Foto: Prefeitura do Rio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal GGN – O epidemiologista da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Ivan França Junior, disse ao jornal The Guardian que se Jair Bolsonaro continuar incentivando a sociedade a sabotar o distanciamento social contra o coronavírus, o Brasil viverá “dias dolorosos”, semelhante à Itália, dentro de algumas semanas.

“Vamos ver pessoas morrendo fora dos hospitais [porque não existem leitos de terapia intensiva suficiente], pessoas morrendo em casa porque nosso serviço de ambulância não será capaz de lidar”, disse.

“As previsões sugerem que isso acontecerá em três ou quatro semanas, e então será tarde demais. As pessoas vão surtar e se trancar dentro de casa por sua própria vontade.”

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247