Butantan espera aprovação da CoronaVac já em janeiro

Espera-se que a eficácia do imunizante chinês seja divulgada em dezembro, o que permitirá que a Anvisa analise os dados e realize o registro oficial já em janeiro de 2021

Profissional de saúde segura caixa de potencial vacina contra Covid-19 da chinesa Sinovac durante testes em Porto Alegre
Profissional de saúde segura caixa de potencial vacina contra Covid-19 da chinesa Sinovac durante testes em Porto Alegre (Foto: REUTERS/Diego Vara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A CoronaVac pode se tornar o primeiro imunizante contra a Covid-19 a ser oficialmente registrado no Brasil. Apesar dos esforços do governo contra a compra da vacina chinesa, o registro pode ocorrer caso a Anvisa aprove sua taxa de eficácia e o governo de São Paulo efetue seu plano de imunizar o estado independentemente

A aprovação pela Anvisa depende da comprovação da taxa de eficácia, o que deve ser feito até dezembro. Caso tudo ocorra bem, o imunizante estará disponível em janeiro para distribuição pelo SUS.

As informações foram reportadas no Metrópoles.

Na semana passada, 120 mil doses da CoronaVac desembarcaram em São Paulo, numa remessa de um lote de 6 milhões de doses.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247