Butantan pede à Anvisa autorização de uso emergencial de novo lote de 40 milhões de doses da CoronaVac

Das 40 milhões de doses, 4,8 milhões já estariam disponíveis para a distribuição. De acordo com o diretor do Butantan, Dimas Covas, a própria Anvisa pediu que a solicitação de uso emergencial fosse feita separadamente da primeira

Instituto Butantan e CoronaVac
Instituto Butantan e CoronaVac (Foto: Marcos Santos/USP Imagens | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Instituto Butantan encaminhou nesta segunda-feira (18) um pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a autorização de uso emergencial de um novo lote da CoronaVac.

Desta vez, o lote conta com 40 milhões de doses. Desse montante, 4,8 milhões já estariam prontos para a distribuição. A solicitação, porém, de acordo com o governo de São Paulo, engloba também a autorização de mais 35 milhões de doses que ainda serão produzidas.

"Na manhã de hoje entramos com pedido de uso emergencial agora para todas doses de vacinas produzidas no Butantan. A primeira partida chegando a 4,8 milhões, já em disponibilidade à medida que for feita autorização. Esperamos que essa autorização aconteça o mais rápido possível. Uma vez aprovada, a produção será feita de acordo com essa autorização. Não haverá necessidade de todo lote ser requisitado. Poderemos chegar à produção adicional de 35 [milhões] e um pouquinho, descartando esses 4 milhões. Eventualmente no acréscimo que já foi inclusive mencionado ao ministério, 56 milhões de doses adicionais", disse o diretor do instituto, Dimas Covas, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Dimas Covas afirmou que foi orientação da Anvisa aguardar para fazer os dois pedidos de uso emergencial separadamente. "A Anvisa solicitou que primeiro terminasse um processo e na sequência aplicasse o segundo. A documentação é muito similar".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email