Com Covid-19, Trump é levado a hospital militar

Informações dão conta de que o presidente dos EUA, Donald Trump, apresenta febre, congestão nasal e cansaço. Os indícios são de que o estado de saúde de Trump se agravou ao longo do dia (vídeo)

(Foto: REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News

247, com informações da Reuters - Diagnosticado com Covid-19 nesta sexta-feira (2), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está sendo levado de helicóptero ao hospital militar Walter Reed National Military Medical Center para receber tratamento contra a doença. "Não é teste, não é exame. Ele está sendo hospitalizado", alertou o jornalista Lourival Sant'Anna, da CNN Brasil. A Casa Branca informou que Trump vai passar "alguns dias" no hospital "por precaução".

Ao longo do dia, as informações sobre o estado de saúde do presidente foram se agravando. No início do dia, a Casa Branca informou que Trump tinha sintomas leves. Pela tarde, foi dito que o mandatário norte-americano apresentava um quadro moderado de Covid-19. À CNN, fontes disseram que Trump tem febre. O The New York Times afirma que o presidente tem ainda congestão nasal e muito cansaço.

Segundo boletim médico divulgado pela assessora de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, o presidente dos EUA não está tomando hidroxicloroquina para tratar a doença. Ele sempre foi um grande defensor do medicamento, que não tem eficácia comprovada contra o coronavírus.

PUBLICIDADE

"Após a confirmação via [teste RT-]PCR do diagnóstico do presidente, como medida de precaução, ele recebeu uma dose única de 8 gramas do coquetel de anticorpos policlonais da Regeneron. Ele recebeu a infusão [na veia] sem maiores problemas. Além dos anticorpos, o presidente vem tomando zinco, vitamina D, famotidina, melatonina e um analgésico por dia", informa o boletim.

O gênero, a idade e o peso de Donald Trump são todos fatores que o tornam mais vulnerável ao desenvolvimento de um caso grave de Covid-19 e implicam em um risco teórico de morte de cerca de 4%, disseram especialistas de saúde.

Mas é difícil avaliar essa probabilidade precisamente, já que fatores como a condição física geral, níveis de atividade, problemas preexistentes e pesquisas médicas recentes podem fazer uma diferença considerável.

PUBLICIDADE

Um estudo preliminar do Escritório Nacional de Pesquisa Econômica publicado em julho estimou o risco de pessoas de 70 a 79 anos infectadas, mas de resto saudáveis, morrerem de Covid-19 em 4,6%, independentemente do gênero.

David Spiegelhalter, professor de risco e especialista em estatísticas da Universidade de Cambridge britânica, citou uma calculadora de sobrevivência de Covid-19 que estimou a taxa de mortalidade de um homem branco essencialmente saudável de 74 anos com Covid-19 durante o pico da pandemia no Reino Unido neste ano em entre 3% e 4%.

Trump gravou um vídeo antes de ir para o hospital. Assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email