Copa América: Covid atinge 10 trabalhadores do Mané Garrincha e funcionários de hotéis; já são 53 infectados

A cada dia crescem os casos de Covid-19 na Copa América e eles começam a atingir, além de jogadores e membros das delegações, funcionários do estádio Mané Garrincha e de hotéis de Brasília. Já são 53 casos

www.brasil247.com -
(Foto: CBF)


247 - Os casos de infecção pela Covid-19 crescem a cada dia entre jogadores, membros das equipes técnicas e funcionários dos estádios e hotéis que têm contato com os jogadores. Já são 53 infectados e até agora não se sabe quais as cepas presentes. Até esta quarta-feira (16), apenas jogadores e membros das comissões estavam doentes -agora são também 10 pessoas que trabalham no Estádio Mané Garrincha e em hotéis em Brasília.

São 27 casos de Covid-19 só em Brasília. O número foi confirmado pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, por meio de testes aplicados até quarta-feira (16). Em Brasília estão infectados 13 membros da delegação venezuelana, dez terceirizados que estavam trabalhando no Estádio Nacional Mané Garrincha, três funcionários dos hotéis onde equipes estão hospedadas e um integrante da equipe da Conmebol. Brasília concentra o maior números de casos até agora.

A Secretaria de Saúde do DF mantém em sigilo o resultado da análise das amostras dos jogadores pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), informa o G1. O resultado deve apontar qual cepa infectou os participantes do evento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até o momento foram descobertos casos de coronavírus nas delegações da Venezuela, Colômbia, Bolívia e Peru. Os casos foram confirmados também no Rio de Janeiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os infectados foram isolados em quartos individuais de um hotel em Brasília e outro no Rio de Janeiro sob controle médico das autoridades de saúde. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes do 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email