Crianças e adolescentes devem manter cuidados contra Covid-19 para evitar contágio

Casos raros da doença pode acometer mais essa faixa etária em relação à população geral e reforça a necessidade de manter cuidados como uso de máscaras, distanciamento social e higiene das mãos

(Foto: Tchélo Figueiredo-Secom/MT)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Quase um ano e meio após o início da pandemia da Covid-19, já se sabe que crianças e adolescentes não são imunes à doença, idosos e pessoas com comorbidades não são as mais suscetíveis e jovens saudáveis podem morrer vítimas da doença. Mas, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatra (SBP) e o Ministério da Saúde, em virtude dessa exposição ao vírus, os mais jovens acabaram desenvolvendo formas mais graves e fatais da doença, levando mais de mil crianças e adolescentes a óbito desde março de 2020. O número deve servir como alerta para os pais, mas não é motivo para desespero. 

De acordo com especialistas ouvidos pela CNN, a mortalidade por Covid-19 nessa faixa etária é considerada baixa quando comparada a outras causas nesse grupo. 

Segundo especialistas da SPB, o motivo pelo qual a doença se manifesta nessa faixa etária ainda é desconhecido. Apesar de raros, casos graves e mortes de crianças por Covid-19 podem ocorrer, e a maioria está relacionada à Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P). 

A síndrome pode se manifestar em até 4 semanas depois da contaminação inicial e é caracterizada por febre persistente e inflamação em diversos órgãos, como o coração, o intestino e, em menor grau, os pulmões. A doença também leva a dores abdominais, insuficiência cardíaca e convulsões e atinge com mais frequência crianças e adolescentes de etnia africana, afro-caribenha ou hispânica.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email