Decisão da Anvisa sobre a Sputnik é absurda e tem viés político, diz infectologista Marcos Caseiro

“A Anvisa é um órgão burocrático. Eles não pegaram a vacina e estudaram laboratorialmente para ver se tem vírus vivo ou não. Eles simplesmente pegaram documentação e leram”, diz o infectologista

www.brasil247.com -
(Foto: Divulgação | ABr)


Revista Fórum - O médico infectologista Marcos Caseiro avalia como absurda a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que recomendou a não importação da vacina russa Sputnik V. “Não tem o menor sentido. Não tenho dúvida que há um viés político, de análise de procedência, nessa decisão. É um absurdo. É uma vacina que já teríamos na mão para adiantar esse caos que vive o país por causa da pandemia do coronavírus”, afirma.

Caseiro diz que é importante considerar que a Anvisa pode levantar algumas questões relacionadas a documentações que possam faltar. “Mas eles fizeram algumas considerações inaceitáveis”.

“A Anvisa é um órgão burocrático, ou seja, não faz nenhum estudo laboratorial. Eles não pegaram a vacina e estudaram laboratorialmente para ver se tem vírus vivo ou não. Eles simplesmente pegaram documentação e leram”, ressalta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Continue lendo na Fórum

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email