Em apenas 13 dias, mundo salta de 1 para 2 milhões de casos confirmados de coronavírus

Mortes passam de 128 mil; país mais afetado pela pandemia é os Estados Unidos, com quase 610 mil infectados e mais de 26 mil óbitos. No total, 501 mil pessoas se recuperaram da doença no mundo

Médicos atendem paciente com Covid-19
Médicos atendem paciente com Covid-19 (Foto: Xinhua/Chen Jing)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 -  O número de casos confirmados da Covid-19 ultrapassou, nesta quarta-feira, a marca de 2 milhões no mundo, segundo o levantamento feito pela Universidade Johns Hopkins com base em informações divulgadas pelos países. Ao todo, mais de 128 mil pessoas morreram ao contrair o novo coronavírus, cuja letalidade chega a ser 10 vez maior do que a do H1N1, segundo informou a Organização Mundial de Saúde (OMS). A marca de um milhão de casos foi batida no dia 2 de abril, mais de quatro meses depois do registro dos primeiros casos, na cidade de Wuhan, na China. Com o crescimento exponencial da Covid-19, que em 11 de março foi declarada uma pandemia global pela OMS,  passaram-se apenas 13 dias para que a marca de um milhão dobrasse. A informação é do jornal O Globo. 

No Brasil, a última contagem do Ministério da Saúde mostra que o país tem 25.262 diagnósticos da doença e 1.532 mortes — porém, cientistas estimam que o número de infectados pode ser 15 vezes maior.

No total, 501 mil pessoas se recuperaram da doença no mundo.

Na última segunda-feira, a universidade americana havia enviado um alerta comunicando que a quantidade de casos confirmados ultrapassara 2 milhões, mas voltou atrás mais tarde, corrigindo o número para 1,9 milhão. A maioria dos infectados está nos Estados Unidos, que também é o país com o maior registro de mortes: ao todo, são 609.685 casos da doença e 26.059 óbitos. Ainda segundo a Johns Hopkins, há 101.615 pessoas hospitalizadas no território americano por causa do novo coronavírus; ao menos, 3,1 milhões de testes foram feitos nos EUA. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247