Em editorial, revista Nature diz que negacionismo de Bolsonaro custou milhares de vida ao Brasil

Revista Nature publicou editorial afirmando que o negacionismo no enfrentamento à pandemia de Covid-19 custou milhares de vidas no Brasil e na Índia. "Seus líderes falharam ou demoraram a seguir os conselhos dos pesquisadores. Isso contribuiu para uma perda inescrupulosa de vidas”, destaca a publicação

www.brasil247.com -
(Foto: Marcos Corrêa/PR | Reuters)


247 - A revista Nature, uma das publicações científicas mais prestigiadas do mundo, publicou um editorial afirmando que o negacionismo no enfrentamento à pandemia de Covid-19 custou milhares de vidas no Brasil e na Índia. “Embora esses dois países estejam separados por milhares de quilômetros, as crises em ambos são o resultado de falhas políticas: seus líderes falharam ou demoraram a seguir os conselhos dos pesquisadores. Isso contribuiu para uma perda inescrupulosa de vidas”, destaca o texto da publicação. 

“A maior falha do Brasil é que seu presidente, Jair Bolsonaro, caracterizou erroneamente o COVID-19 como uma “pequena gripe” e se recusou a seguir os conselhos científicos na definição de políticas , como impor o uso de máscaras e limitar o contato entre as pessoas”, avalia a Nature. No caso da Índia, a publicação observa que os líderes do país “não agiram tão decisivamente quanto era necessário. Eles têm, por exemplo, permitido - e, em alguns casos, encorajado - grandes reuniões”.

O editorial observa, ainda que “nunca é bom quando as comunidades de pesquisa têm um relacionamento difícil com seus governos nacionais. Mas isso pode ser fatal no meio de uma pandemia - quando as decisões precisam ser rápidas e baseadas em evidências. Ao colocar seus cientistas de lado, os governos do Brasil e da Índia perderam uma oportunidade crucial de reduzir a perda de vidas”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veja aqui o editorial:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email