Governadores clamam por medida restritiva nacional, mas Ministério da Saúde diz que Bolsonaro não deixa

Governadores pedem ao ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, para que o país adote uma medida restritiva única. Representantes do Ministério admitem que é necessário, mas medida não tem chance de prosperar porque Bolsonaro não deixa

(Foto: ABr | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Governadores e secretários da Saúde pediram ao general Eduardo Pazuello, ministro da Saúde,  uma medida restritiva nacional para combater o avanço da Covid-19. A resposta, porém, foi negativa -assessores de Pazuello afirmaram aos governadores e secretários que Bolsonaro não autorizará a maeida. Representantes do Ministério da Saúde admitiram, em conversas privadas, que até veriam necessidade. Auxiliares do ministro, porém, já disseram que será impossível, pois Jair Bolsonaro não deixa, informa o Painel da Folha de S.Paulo.Governadores citam uma combinação bombástica no cenário atual: 21 estados com mais de 70% de leitos ocupados, pacientes passando mais tempo internados do que antes, maior transmissibilidade, medicamentos sendo demandados ao mesmo tempo e mão de obra exausta.Há preocupação também com desabastecimento de remédios.Inscreva-se no canal de cortes do 247 e assista a um vídeo em que o cientista Miguel Nicolelis clama por um lockdown nacional:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email