Governo de SP discute possibilidade de aplicar dose única da CoronaVac

A nova tática permitiria mitigar os efeitos da pandemia mais rapidamente e o problema da falta de vacinas

Voluntária recebe dose em teste da CoronaVac, em hospital em Porto Alegre 08/08/2020
Voluntária recebe dose em teste da CoronaVac, em hospital em Porto Alegre 08/08/2020 (Foto: REUTERS/Diego Vara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo de São Paulo discute a possibilidade de aplicar uma dose única da CoronaVac, dependendo da eficácia do imunizante entre as duas doses previstas.

Caso a resposta imune produzida por uma dose seja boa, esta será a estratégia de vacinação.

As informações foram reportadas na Folha de S. Paulo.

Atualmente, o plano é de vacinar a população com a segunda dose sendo aplicada 14 dias após a primeira. A nova tática permitiria mitigar os efeitos da pandemia mais rapidamente.

A estratégia também permite solucionar o problema da falta de vacina, que já está sendo sentido na Europa.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email