Imunidade contra Covid-19 cai rapidamente, aponta estudo do Imperial College

A imunidade adquirida por pessoas infectadas e curadas da Covid-19 “cai bastante rapidamente” e pode durar poucos meses, aponta um estudo britânico do Imperial College London e da Ipsos Mori realizado com cerca de 350 mil pessoas

Hospital das Clínicas / Covid-19
Hospital das Clínicas / Covid-19 (Foto: Governo do Estado de São Paulo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A imunidade adquirida por pessoas infectadas e curadas da Covid-19 “cai bastante rapidamente”, especialmente com assintomáticos, e pode durar poucos meses, aponta um estudo britânico do Imperial College London e da Ipsos Mori. A reportagem é do jornal O Globo. 

De 20 de julho a 28 de setembro, cerca de 350 mil pessoas escolhidas de forma aleatória na Inglaterra, que se submeteram a testes regulares, foram acompanhadas pelo Imperial College London e pelo Ipsos Mori. "Durante o período, a proporção de pessoas que testaram positivo aos anticorpos da Covid-19 caiu 26,5, passando de 6% para 4,4% da população estudada", explica um comunicado, "o que sugere uma redução dos anticorpos nas semanas, ou meses, posteriores à infecção", acrescenta.

"Aqueles que não apresentaram sintomas da doença são suscetíveis a perder mais rapidamente os anticorpos detectáveis do que os indivíduos sintomáticos", conclui o estudo.

Professora de Saúde Pública na Imperial College e uma das autoras do estudo, Helen Ward relatou que “a imunidade diminui bastante rapidamente”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247