Indústria química diz que tem oxigênio suficiente e que problema é de logística

Segundo a Associação Brasileira de Indústria Química (Abiquim), o ministro Eduardo Pazuello (Saúde) tem falhado na coordenação nacional

Cilindros de oxigênio
Cilindros de oxigênio (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Associação Brasileira de Indústria Química (Abiquim) disse, em nota, que a produção de oxigênio hospitalar no país é suficiente para atender ao aumento da demanda pela pandemia do novo coronavírus, conforme divulgado pela coluna de Míriam Leitão, no jornal O Globo.

Segundo a Abiquim, o problema está relacionado à logística e ao transporte seguro desses gases medicinais. "As situações de consumo atípico poderiam ser supridas por outras instalações no país, mas as dificuldades logísticas de algumas regiões tornam esta distribuição mais demorada e complexa", diz a nota.

Segundo a associação, o ministro Eduardo Pazuello (Saúde) tem falhado nessa coordenação nacional.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email