João Gordo lança projeto que distribui marmitas veganas aos moradores de rua de São Paulo

Iniciativa faz arrecadação em dinheiro e também conta com a doação de alimentos e embalagens. Saiba como ajudar

João Gordo, músico e vocalista da banda Ratos de Porão
João Gordo, músico e vocalista da banda Ratos de Porão (Foto: Brasil 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Stefani Costa - O projeto Solidariedade Vegan, criado pelo músico João Gordo e sua esposa, Vivi Torrico, está precisando de ajuda para continuar distribuindo comida sem crueldade animal aos moradores de rua de São Paulo.

Com a pandemia de coronavírus, o número de pessoas passando fome aumentou e a demanda também.

Para preparar cada uma dessas 'quentinhas', o custo total é de R$15. Sendo assim, o valor diário para a produção de 100 marmitas é de de R$ 1.500,00. Com essa meta mensal atingida, será possível produzir e entregar, no mínimo, 3.000 marmitas por mês. "Se as pessoas puderem contribuir de alguma forma, esse número pode aumentar", explicou Vivi.

Quem puder e quiser colaborar financeiramente, o Solidariedade Vegan criou uma campanha no Catarse e o link para contribuir está disponível AQUI.

Além da ajuda em dinheiro, o projeto também conta com a doação de alimentos e embalagens.

Aos que tiverem condições de colaborar com as entregas das marmitas veganas, também serão bem-vindos. Até o momento, o pessoal do projeto social e cultural Pimp My Carroça, que visa tirar os catadores da invisibilidade por meio da arte e da coletividade, está auxiliando com as entregas.

Todas as ações podem ser acompanhadas pelo perfil oficial no Instagram: @solidariedadevegan. Diversos artistas já estão participando, doando e divulgando o perfil, que, em dois dias, já conta com mais de mil seguidores.

Por enquanto, as distribuições das marmitas veganas estão sendo realizadas na região do Bixiga, próximo à Central Panelaço, local que também abriga o restaurante vegano de João Gordo, que encerrou suas atividades no início do mês passado devido ao covid-19.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247