Médicos e profissionais de saúde são infectados em massa pelo coronavírus nos hospitais de SP

Profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao coronavírus estão sendo infectados em massa nos hospitais e obrigados a se afastar do trabalho. Levantamento da jornalista Mônica Bergamo indica que em apenas 4 hospitais de São Paulo mais de 600 já foram afastados desde o início de março

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um sem-número de médicos, enfermeiras, técnicos e fisioterapeutas estão sendo infectados pelo coronavírus nos hospitais de São Paulo e, certamente, de todo o país. 

Só em quatro hospitais da capital paulista, mais de 600 profissionais foram afastados do trabalho desde o início da epidemia no país, informa a jornalista Mônica Bergamo na Folha de São Paulo. O número em apenas quatro instituições indica que pode estar já na casa dos milhares a quantidade de profissionais de saúde infectados em todo o país.

Segundo levantamento da jornalista, o cenário em alguns dos principais hospitais de São Paulo é dramático. O infectologista Pedro Mathiasi, do HCor, diz que “Há tensão e medo e um sentimento de autoproteção”, que os profissionais têm também uma sensação “de impotência” quando recebem a notícia de que um colega foi contaminado e que “a situação é agravada por muitos permanecerem longe das famílias, para preservá-las do risco”.

Veja o levantamento de Mônica Bergamo:

Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, maior hospital público do país: 125 afastados, 108 já testaram positivo para a Covid-19. 50 aguardam o resultado do exame.

Hospital Albert Einstein: 348 profissionais diagnosticados com a doença.

Hospital Sírio Libanês: 104 funcionários estão afastados.

HCor: 32 médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas foram afastados.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email