OMS, atacada por Bolsonaro, prioriza ajudar América do Sul durante a pandemia

A organização enviará para a região cerca de 24,7 milhões de equipamentos de proteção individual, 25 milhões de máscaras médicas e mais de 420 mil respiradores no momento em que o Brasil lidera o número de casos e mortos no continente

(Foto: Reuters | Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A Organização Mundial de Saúde (OMS) colocou a América do Sul, novo epicentro da pandemia do novo coronavírus, como prioridade na ação contra a crise. A organização anunciou o envio de milhões de equipamentos para os governos da região.

"Com a América do Sul e o Caribe emergindo como novos centros da pandemia COVID-19, a OMS está priorizando o envio de um enorme volume de equipamentos de proteção individual (6 000 m3) para seu Escritório Regional para as Américas para distribuição", indicou o boletim diário da OMS.

De acordo com coluna da Jamil Chade no Uol, a organização enviará para a região cerca de 24,7 milhões de equipamentos de proteção individual, 25 milhões de máscaras médicas e mais de 420 mil respiradores doados pela Fundação Jack Ma.

PUBLICIDADE

A ajuda da OMS acontece no momento em que o Brasil lidera o número de casos e de mortes por Covid-19 no continente e logo depois de o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, fazer ataques públicos à Organização. “A tal da OMS disse que assintomático não transmite, depois voltou atrás. Parece que tem algo mais por trás disso, que querem quebrar os países”, disse Bolsonaro. Ele ainda falou que o órgão age como “partido político” e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, defendeu que ele seja investigado até o fim da pandemia.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email