OMS espera ter 500 milhões de doses de vacina por esquema Covax no 1º tri de 2021

De acordo com a cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan, “a meta é obter pelo menos 2 bilhões de doses até o final de 2021, o que será suficiente para vacinar 20% das populações dos países que fazem parte da Covax”

Soumya Swaminathan
Soumya Swaminathan (Foto: Fabrice Coffrini/Pool via REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

GENEBRA (Reuters) - A Organização Mundial da Saúde espera ter meio bilhão de doses de vacinas contra Covid-19 disponíveis para distribuição pela iniciativa global Covax no primeiro trimestre de 2021, afirmou sua cientista-chefe nesta sexta-feira.

Até o momento, 189 países aderiram ao programa Covax, que é apoiado pela OMS e visa garantir a distribuição equitativa das vacinas. Os Estados Unidos não estão entre eles, tendo fechado acordos bilaterais.

O plano inicial da Covax é vacinar 20% das populações de maior risco, incluindo profissionais de saúde e pessoas com mais de 65 anos.

“A meta é obter pelo menos 2 bilhões de doses até o final de 2021, o que será suficiente para vacinar 20% das populações dos países que fazem parte da Covax”, disse a cientista-chefe Soumya Swaminathan em entrevista coletiva em Genebra.

Isso seria suficiente para “pôr fim à fase aguda da pandemia”, reduzindo a mortalidade e o impacto nos sistemas de saúde, segundo ela.

“Nossa meta, nossa esperança é que no primeiro trimestre de 2021 tenhamos cerca de meio bilhão de doses disponíveis para serem distribuídas entre os países, de forma justa”, disse Swaminathan.

“Assim, os países podem começar a esperar doses no final do primeiro trimestre de 2021. Alguns países podem começar mais cedo, é provável, possível, que possamos ter algum aprendizado entrando mais cedo em alguns países”, declarou ela, sem entrar em detalhes.

A Covax é co-liderada pela aliança de vacinas Gavi, a OMS e a Coalizão para Inovações em Preparação para Epidemias (Cepi).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247