Rússia discute local para produzir vacina Sputnik V no Brasil, diz diplomata russo

"No Brasil, é um trabalho pela linha de estados brasileiros de forma direta. E ele já saiu dos limites da simples troca de intenções. Está em curso a conversa sobre parâmetros concretos", disse o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Ryabkov.

vice-chanceler russo, Sergei Ryabkov
 
vice-chanceler russo, Sergei Ryabkov  
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Rússia e Brasil discutem onde será possível produzir a vacina russa Sputnik V contra a COVID-19 a nível estadual no território brasileiro, segundo vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Ryabkov.

Falando à Sputnik, o diplomata russo disse:

"No Brasil, é um trabalho pela linha de estados brasileiros de forma direta. E ele já saiu dos limites da simples troca de intenções. Está em curso a conversa sobre parâmetros concretos", afirmou respondendo à pergunta se o local da produção da vacina está sendo discutido.

Ryabkov também disse que o mesmo tema está sendo discutido com a Índia.

Mais cedo, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou durante a 12ª Cúpula do BRICS que Bolsonaro expressou coragem durante os desafios ligados ao coronavírus.

"Todos nós vimos como não foi fácil para o senhor. O senhor expressou as melhores qualidades masculinas e de liderança, o senhor foi buscar a solução de todas as questões, antes de tudo na base dos interesses do seu povo, seu país, deixando para depois as soluções ligadas aos problemas de sua saúde pessoal. Isso é para todos nós um exemplo de relacionamento corajoso com o cumprimento de seu dever e a execução de suas obrigações na qualidade de chefe de Estado", afirmou Putin.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247